Páginas

sábado, 26 de novembro de 2011

O Exército de Israel , Saul e a Igreja Contemporânea

Texto Bíblico: 1 Samuel 13.1-15
                                             
Por: Xavier Campos Joaquim

Com ajuda de Deus gostaria que meditassemos um pouco acerca desse episódio nas Sagradas Escrituras e traçando um paralelo com os tempos de hoje que vivemos no cristianismo moderno.
Devido alguns acontecimentos no mundo cristão ,parei nesses trechos bíblicos enquanto meditava e decidi compartilhar com todos leitores do PREGAI O EVANGELHO.

Na narrativa bíblica conta a história de um povo (Israel) e um rei (Saul), que em certo momento saíram para a guerra contra os filisteus.

Ao longo do caminho o rei sentiu-se pressionado pelo povo,pelos soldados e pelos seus inimigos. E nas possibilidades humanas Israel era um número muito reduzido para essa guerra.Veja por exemplo que o número de homens que eles tinham era dez vezes menor que os carros dos israelitas (vers.6). 

Ora bem , no versículo 6 do texto em estudo está escrito assim:
" Quando os soldados de Israel viram que a situação era difícil e que seu exército estava sendo muito pressionado, esconderam-se em cavernas e buracos, entre as rochas e em poços e cisternas."
Devido as dificuldades,pressão do povo,medo,etc ,os soldados abandonam o rei e fogem (escondem-se). Impressionante essa história! No momento mais importante,mais dificil , ele é abandonado sozinho.

Aos soldados
Quando os soldados de Israel viram que a situação era difícil e que seu exército estava sendo muito pressionado, esconderam-se em cavernas e buracos, entre as rochas e em poços e cisternas. (1 Samuel 13:6)"(NVI).

Os soldados( soldados mesmo!),nunca fogem de guerras,dificuldades da sua igreja aonde congrega. Mas infelizmente,muitos são os soldados que têm deixado a desejar:


Pastores,evangelistas,diaconos,cooperadores,etc e tal, que deixam a desejar quando o assunto aperta do seu lado.Quando as dificuldades,as intempéries da vida cristã aparecem no ministério muitos obreiros fogem do líder porque só querem momentos de bonança.Na tempestade ninguém quer enfrentar junto com o seu pastor,com o seu lider no departamento da sua igreja ,etc.

Os soldados são aqueles que o chefe sempre espera dele.Os obreiros ,que são obreiros mesmo, nunca fogem dos momento dificeis da sua igreja.

Veja aonde você está se escondendo para não ajudar seu lider nessa tarefa tão árdua do Reino.Aqui vimos que os soldados escondiam-se nas cavernas e buracos,entre rochas e em poços e cisternas. E você caro leitor qual tem sido o seu "refúgio" para escapar de suas responsabilidades? Não se esconda de suas responsabilidades. Se hoje você é auxiliar amanha poderás também ser um líder.Mas se continuar fugindo de suas responsabilidades tornar-se-às um líder fugitivo,mau exemplo para os mais novos.

Obreiros devem aprender a auxiliar o seu líder até nos momentos mais difíceis da igreja (Exodo 17.12),porque a vitória do líder é a vitória da igreja.

À Igreja
E o versículo 7 diz:
Alguns hebreus até atravessaram o Jordão para chegar à terra de Gade e de Gileade. Saul ficou em Gilgal, e os soldados que estavam com ele tremiam de medo.

Uma situação que nenhum lider quer passar.
Se de um lado temos obreiros a fugitivos das suas responsabilidades com a igreja devido as muitas dificuldades da sua igreja,por outro lado são irmãos (a igreja,o povo) a fugir da sua igreja. Veja que tem gente ja a saltar o Jordão.

Impressionante como a igreja do nosso tempo gosta fugir de igrejas onde fala-se de Cristo, prega-se o arrependimento dos pecados,do evangelho verdadeiro,existe palavra que aínda afronta o pecador.Mas o povo de hoje gosta mesmo de "novidade gospel","novas unçãos",etc.

O que o povo do nosso século precisa mesmo não é de ditos cultos da vitória,cultos de avivamento,culto da benção ,etc e tal.Que alíás é o motivo pelos quais têm saltado o Jordão.O povo (digo NÓS),precisamos aprender a ADORAR mais o Rei dos reis.

O problema não está na igreja que vais,mas sim no culto que prestas a Deus.O culto deve ser em espíurito e em verdade (Joao 4.23).E quem dá o culto não é Deus para o homem,mas sim;o homem para Deus.

Deus deve ser cultuado e reverenciado (Salmos 89.7).
O meu pastor tem dito:"Não existe culto ruim,mas sim adorador ruim".(Pr.Clemente Macedo).

Então se você caro leitor ja pensou em saltar o jordão para dar voltas em outras paradas onde o evangelho é mais light, onde só existe recriação,balada gospel, que tem sido uma febre para os evangélicos,vigie porque pode não ser saudavel para você.É possível que deves estar se alimentando de lixo.E lixo não é saudável para a vida!

Aos Pastores,Lideres
Lemos no relato bíblico o seguinte:"Ele esperou sete dias, o prazo estabelecido por Samuel; mas este não chegou a Gilgal, e os soldados de Saul começaram a se dispersar.Então ele ordenou: "Tragam-me o holocausto e os sacrifícios de comunhão". Saul ofereceu então o holocausto,e quando ele terminou de oferecê-lo, Samuel chegou, e Saul foi saudá-lo.(v.8-10)

Ao começar falar sobre essas personalidades tão importantes para igreja,permitam-me fazer duas observação muito importantes para o nosso entendimento.

1ºSaul era rei
Segundo o Dicionário da Bíblia Almeida, rei significa:
Governador de um IMPÉRIO 1, (Et 1.2), de um país (1Sm 8.5; Mt 2.1) ou de uma cidade-estado (Gn 14.2). Ocorrendo a morte do rei, um descendente seu o sucede no trono (1Rs 2.11-12).

2ºSamuel era Sacerdote
Sacerdote significa:

No AT, descendente de ARÃO separado para servir como oficiante no culto realizado primeiro no TABERNÁCULO e depois no TEMPLO. O sacerdote era MEDIADOR entre Deus e o povo, oferecendo SACRIFÍCIOS e orando em seu favor (Êx 28—29; Lv 21; 1Cr 24). Antes de Arão já havia sacerdotes (Hb 7.1-3). No NT, todos os cristãos são sacerdotes (Ap 1.6; 5.10; v. SACERDÓCIO).

Feita esta diferença, notamos que um rei nunca deveria oferecer sacrificio como fez Saul.Quantos pastores cobiçando o cargo de outros! Você conhece caro leitor?Mesmo sendo pastor como o outro,mas um apenas é o líder,os outros são submissos ao líder.
Vejamos a atitude desse rei e façamos um paralelo com a nossa igreja de hoje:
Ele esperou sete dias, o prazo estabelecido por Samuel; mas este não chegou a Gilgal, e os soldados de Saul começaram a se dispersar.(v.8).

Quantos pastores,pela decepção,frustrações,desepero ,por ver a sua igreja se esvaziando (principalmente por este motivo),por motivos financeiros da sua igreja, outros por motivos desconhecidos ,estão trocando o verdadeiro evangelho por entretenimento num culto que deveria ser para honrar a Deus? Quantos pastores trocaram jejuns por festas,vigilias por baladas gospel para encher as suas igrejas com mais membros?Afinal queremos qualidade ou quantidade?


Quantos pastores esqueceram o evangelho da salvação e trocaram pela teologia da prosperidade,confissão positiva,evangelho da auto ajuda, evangelhos sem compromisso nenhum,evangelhos que dizem "venham como estão e permaneçam como estão. Muitos até para serem chamados de "ungidos do s?enho?r", gastam litros e litros de óleo para se autopromover e dizer que é "ungido do senhor".


Para quem é esta glória?
Será que este é o evangelho que Cristo desejou ou ordenou que pregassemos?Se fosse Jesus pregaria esse evangelho? Com certeza não.



Chegou Samuel ( Imagine que seja Jesus ).

E perguntou-lhe Samuel: "O que você fez? " Saul respondeu: "Quando vi que os soldados estavam se dispersando e que você não tinha chegado no prazo estabelecido e que os filisteus estavam reunidos em Micmás,pensei: ‘Agora, os filisteus me atacarão em Gilgal, e eu não busquei o Senhor’. Por isso senti-me obrigado a oferecer o holocausto".(v.11-12).

Será que essa será a sua resposta para Jesus quando Ele vier caro pastor?
Ele perguntará : Pastor porque vocÊ fez isso? E o pastor:Quando vi os obreiro,a igreja a se dispersarem pensei noutro tipo de evangelho "extra Bíblia" para lhes trazer na igreja porque a Sua Palavra é "muito dura".Eu pensei em algo novo porque o Senhor demorou demais.Lamentavel!.Que vergonha para tais pastores!

O mais lementavel nessa história é que ele diz: "e eu não busquei o Senhor".

Mas como um pastor, um líder vai fazer as coisas sem consultar o Senhor? Como queremos bençãos de Deus sem buscar direção de Deus? Um líder que não ouve a Deus não presta nem para ser ouvido também.O que um líder ,um pastor vai pregar se o Deus que é dono do povo está falando e ele simplesmente está desobedecendo? Que palavra vai pregar se quem fala para Igreja é o Dono da Igreja? Querido líder procure direção de Deus antes de ministrar a Palavra.

Jesus não nos salvou para sermos pastores,pregadores,cantores,etc ,mas sim ,para O adorarmos.Antes de pregar,adores,antes mesmo de cantar adore.Porque cantar não significa adorar. O que adora é o espírito e alma.O corpo apenas reage aos impulsos do espírito para adorar a Deus.

Saul continua dizendo que :senti-me obrigado a oferecer o holocausto.Um líder precisa saber que não é obrigado a nada a não ser o seu dever - pregar a Palavra. Um pastor não foi chamado para por exemplo andar atrás de crente "caçar pecados",não foi chamado para convercer o
homem do seu pecado porque é obra do Espírito Santo( João 16.8).Limite-se a cumprir o seu papel inteiramente - pregar; porque além de pastor,aínda és crente também.

E samuel termina nos versos 13-15 reprendendo o líder infiel Saul.Assim será se muitos pastores não tomarem conta do rebanho do Senhor.O senhor chegará e dirá simplesmente:Nunca vos conheci,apartai-vos de Mim( Mt.7.23).Preservemos a pureza e a simplicdade desse evangelho de Cristo,porque um dia Ele virá e pedirá conta a cada um dos senhores que cuidam do seu rebanho.

Que o Senhor nos guarde e nos ajude a praticar a Sua Palavra,muito antes mesmo de pregar.
Nunca desejemos tal experiências em nossos ministérios.
Com muito temor, tremor a Deus e respeito aos meus irmãos em Cristo.

Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim. Mateus 24:46


Publicado Originalmente no  PREGAI O EVANGELHO